30 de outubro de 2014

Criança Eterna

Betsy Cameron
“A Criança Eterna acompanha-me sempre.
A direção do meu olhar é o seu dedo apontando.
O meu ouvido atento alegremente a todos os sons
São as cócegas que ele me faz, brincando, nas orelhas.
[...]
Ela dorme dentro da minha alma
e às vezes acorda de noite
e brinca com os meus sonhos.”
Alberto Caeiro
Fernando Pessoa (1888-1935)

Nenhum comentário: