15 de agosto de 2014

Partiu o Dia

Sonie Marie
“Partiu o dia, e tudo, nele, o que é doçura!

Doces lábios e voz, mão e seio macio,
Morno alento, enlevado, encantador cicio,
Talhe perfeito, olhar de luz, langue cintura!
Da flor e seus botões as graças não diviso!
A visão da beleza ao meu olhar perdida,
A forma da beleza de meus braços ida,
Idas voz e calor, a alvura e o paraíso…
Tudo se esvaneceu ao fim do entardecer,
Quando o fusco dia santo, ou antes noite santa
Do amor de olente cortinado a trama adianta
Da escuridão, para ocultar todo o prazer:

Mas li o missal do Amor e dormirei portanto,
Que vê o Amor como jejuo e rezo tanto.”

John Keatz (1795-1821)

Nenhum comentário: