7 de junho de 2014

Amada

Marc Chagall
Em noite tão ditosa,
E num segredo em que ninguém me via,
Nem eu olhava coisa,
Sem outra luz nem guia
Além da que no coração me ardia.
Essa luz me guiava,
Com mais clareza que a do meio-dia,
(...)
Oh! noite, que juntaste
Amado com amada,
Amada no Amado transformada!

São João da Cruz (1542-1591)

Nenhum comentário: