27 de junho de 2014

Mundos Infinitos

Igor Sansonov
A cada instante a voz do amor nos circunda
e partimos em direção ao céu profundo;
por que deter-se a olhar ao redor?
Já estivemos antes por esses espaços
e até os anjos os reconhecem.
Retornemos ao mestre, que é lá nosso lugar
Estamos acima das esferas celestes,
somos superiores aos próprios anjos
Além da dualidade nossa meta é a glória suprema
Quão distante está o mundo terreno
do reino da pura substância?
Por que descemos tanto?

Jalaludin Rumi (1207-1273)

Nenhum comentário: