6 de junho de 2014

Fiz versos

Atelier Sommerland
“Sonhei em ser útil à humanidade.
Não consegui, mas fiz versos.
Estou convicta de que a poesia é
tão indispensável à existência
como a água, o ar, a luz, a
crença, o pão e o amor”.

Gilka Machado (1893-1980)

Nenhum comentário: