21 de abril de 2014

As falsas Recordações

Sophie Gengembre Anderson
Se a gente pudesse escolher a infância que teria vivido,
com que enternecimento eu não recordaria agora aquele
velho tio de perna de pau, que nunca existiu na família,
e aquele arroio que nunca passou aos fundos do quintal,
e onde íamos pescar e sestear nas tardes de verão,
sob o zumbido inquietante dos besouros...

Mario Quintana (1906-1994)

Nenhum comentário: