22 de abril de 2014

Versos e Reversos

Carl Larsson
Quanto mais perto da morte
mais a vida se intensifica
Quanto mais perto da noite
mais o Sol eterno brilha

Quanto mais perto do pânico
mais a calma se acomoda
Quanto mais perto do pranto
mais o riso forte ecoa

Quanto mais perto do amor
mais o ódio se avizinha
Quanto mais perto do gozo
mais a dor se multiplica.

António Barahona

Nenhum comentário: