16 de março de 2014

Você pendurou seus sonhos?

Martinus Rorbye
Em qual janela da vida você pendurou seus sonhos?
Em que momento deixou de acreditar neles?
Quem foi que roubou o seu desejo de realizá-los?
Onde você se perdeu do seu próprio sonho?

Às vezes, nos deixamos abater por coisas tão pequenas...
Nos transformamos em crianças mimadas e choramos.
Ora porque aquilo que queríamos não aconteceu,
ora porque tal pessoa não agiu como esperávamos.

É hora de crescer e descobrir a "real beleza" da Vida.
Daquela que nos motiva a cada dia,
a dar um passo de cada vez, sem criar tantas expectativas.
Metas não são utopias, nem podem ser "crias da nossa ansiedade".
Metas são os desejos de permanecer, de conquistar, de ficar.

Antes de chorar pelo que não conseguiu, é tempo de rir,
de saborear cada pequena vitória nessa jornada
que começa ou recomeça agora.
É tempo de conquistar o amor pessoal que nos leva longe.

Paulo Roberto Gaefke

Nenhum comentário: