30 de março de 2014

Nel mezzo del cammin...

Gustave Doré
Seguimos pelo escuro... De mansinho,
Pé aqui, pé ali, seguindo vamos.
Que importa o mundo, se nos adoramos,
Se o ódio humano não vale um teu carinho?

Mais nos unimos quanto mais andamos,
E tudo o que tu pensas adivinho.
Alumiam teus olhos o caminho
E mais seguimos e nos estreitamos

Pelas trevas é tudo um mar de rosas.
Ai! Quem nos diz se a luz nos aguarda
De improviso passagens perigosas!

Queres voltar? Hesitas? Desta sorte
Mais unidos sigamos e não tarda
Que eu ache a vida em sua própria morte.

Guimarães Passos (1867-1909)

Nenhum comentário: