31 de janeiro de 2014

O Gato Socialista

Aldemir Martins
Um gato que bancava o socialista
com o fim de chegar a deputado,
estava comendo um frango assado
na cozinha de um capitalista.

Outro gato, com lógica sectária,
disse-lhe desde a borda de um postigo:
- "Pensa que eu também, querido amigo,
pertenço à mesma classe proletária.

E bem sei que, se numas revoadas,
eu descer, esse frango que dispões
o partirás já em duas rações
pois não somos, debalde camaradas".

- "Ah, não!" – disse o outro sem pudor –
"Eu não divido nada, ó meu artista,
porque, se em jejum sou socialista,
comendo, sempre sou conservador!".

Carlo Alberto Salustri (1871-1950)
Tradução: Carlo Prina

Nenhum comentário: