26 de dezembro de 2013

Natal

Giorgione - Adoração dos pastores
Na agitação das ruas da cidade,
De povo fervilhante, e forasteiros,
Ninguém notava os pobres caminheiros,
Dois santos na pureza e na bondade.

Castíssimos esposos, companheiros,
Irmãos na mais perfeita afinidade,
José buscava obter dos hoteleiros
Abrigo à esposa, santa de humildade.

As portas com estrondo se fechavam…
Enquanto a turba infecta gargalhava,
Outro local, nervosos, procuravam.

Para uma gruta, enfim, Deus os conduz…
Orando aos céus, Maria murmurava:
– Nasceu meu filho, ó Deus!… Nasceu Jesus!…

Gualter Cruz (1921-1978)

Nenhum comentário: