14 de novembro de 2013

Sentar na beira do universo

Mary Ellenrieder
Sentar na beira do universo
e com infinita paciência
jogar a linha
e sonhar palavras esquecidas,
pedras sonoras que se desmancham
como brumas.
Uma estrela solitária
à espera de ser colhida.

Roseana Murray

Nenhum comentário: