24 de outubro de 2013

Se não pode amar

Photo - Prachit Punyapor
Se não podes amar a pátria,
ama o exílio
porque algo se deve amar,
mesmo que finde o dia.

Porque algo há de durar
por entre alheia gente,
o chão prende-se ao pé
que ao chão se estende.

E o mais é igual:
o pó, a fome,
o sono, o medo.

Há que durar a fé.

Carlos Nejar

Nenhum comentário: