2 de outubro de 2013

Canção do Leste

Wlodzimierz Czurawski
Na volta da esquina
um anjo invisível espera;
uma vaga névoa, um espectro pálido
dir-te-á algumas palavras do passado.
Como água de acéquia o tempo
cava em ti o seu manso trabalho
de dias e semanas,
de anos sem nome nem recordação.
Na volta da esquina
seguir-te-á esperando em vão
esse que não foste, esse que morreu
de tanto ser tu próprio o que és.
Nem a mais leve suspeita,
nem a mais leve sombra
te indica o que poderia ter sido
esse encontro. E, no entanto,
estava ali a chave
da tua ventura breve sobre a terra.

Álvaro Mutis (1923-2013)
Tradução: Nuno Júdice

Nenhum comentário: