13 de setembro de 2013

Língua Portuguesa

José Ferraz de Almeida Júnior - Repouso
Língua Portuguesa
Tuas regras são as cordas da minha harpa,
Duras e firmes,
Que procuro dedilhar
Desde a infância.

Que prazer reconhecer tuas notas graves e agudas!
Ata-me nos teus laços afinados,
Na tua lei tensa
E criarei poemas
Como pássaros.

Que delícia o esforço de cortar,
Esticar,
Retesar!
Livra-me da frouxidão,
Da lassidão de cometer pecados
Contra ti.

Língua Portuguesa,
Tuas regras são as cordas de minha harpa,
Torna meu canto angélico,
Feito de forma e beleza,
Oferenda consagrada a ti,
Ao Tejo,
Às espumas do mar.

Raquel Naveira

Nenhum comentário: