19 de setembro de 2013

Daquilo que o poema é

Claude Monet - Banhistas na Grenouillière
Tem dias
que o poema é barco
que me leva a extremos inimagináveis

ao sul do teu corpo
ao norte do meu medo

é ponte
que atravessa o sonho
e a incerteza

mas tem dias
que é só um par de braços
a me envolver num doce abraço
e me faz esquecer
mares por navegar
e pontes por atravessar
na incansável busca
de porto para ancorar.

Ademir Antonio Bacca

Nenhum comentário: