22 de setembro de 2013

A Armadura

A. Zoffoli
A antiga fé, que ao gesto te obrigava
e te animou para a aventura e a guerra:
era do corpo, que tornou à terra?
ou da alma que esse corpo alimentava?

Se era a do corpo, a tua lei — descansa:
deixa minar-te aos poucos a ferrugem,
deixa que as plumas e o metal se sujem
ao pó que no ar do mostruário dança.

Porém se a carne era somente o engaste
dessa vontade que vestiste um dia
com tanto brilho, tanta galhardia,

que esperas ainda para, num violento
gesto, voltar à vida que deixaste?
Já a tua inércia é um acontecimento.

Geir Campos (1924-1999)

Nenhum comentário: