19 de junho de 2013

Convite à glória

Candido Portinari
_ Juntos na poeira das encruzilhadas conquistaremos a glória.
_ E de que me serve?

_ Nossos nomes ressoarão
nos sinos de bronze da História. _ E de que me serve?

_ Jamais alguém, nas cinco partidas do mundo,
será tão grande.
_ E de que me serve?

_ As mais inacessíveis princesas se curvarão
à nossa passagem.
_ E de que me serve?

_ Pelo teu valor e pelo teu fervor
terás uma ilha de ouro e esmeralda.
_ Isto me serve.

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987)

Nenhum comentário: