5 de maio de 2013

Lusíadas

Edward Burne Jones
“Cessem do sábio grego e do troiano
As navegações grandes que fizeram;
Cale-se de Alexandro e de Trajano
A fama das vitórias que tiveram;
Que eu canto o peito ilustre lusitano,
A quem Netuno e Marte obedeceram.
Cesse tudo que a Musa antiga canta,
Que outro valor mais alto se alevanta”.

Luís Vaz de Camões (1524-1589)
A estrofe acima, extraída de Os Lusíadas, faz parte da proposição.

Nenhum comentário: