14 de abril de 2013

Tatiana Deriy
Eu só faço travessuras com palavras.
Não sei nem me pular quanto mais obstáculos.

Sou beato de ouvir a prosa dos rios.

No gorjeio dos pássaros tem um perfume de sol?

Eu vi a manhã pousada em cima de uma pedra!
Isso não muda a feição da natureza?

A maneira de dar canto às palavras o menino
aprendeu com os passarinhos.

Manoel de Barros

Nenhum comentário: