4 de abril de 2013

Haikai

Mary Greene Blumenschein
E cruzam-se as linhas
no fino tear do destino.
Tuas mãos nas minhas.

Guilherme de Almeida (1860-1969)

Nenhum comentário: