21 de agosto de 2010

O Mercador de Veneza

Excelência da misericórdia nunca é maculada,
Como a delicada chuva, vinda do céu
Sobre a aldeia abaixo: duplamente abençoada,
Abençoa aquele que a dá e aquele que a recebe...

Da personagem Pórcia em
O Mercador de Veneza,
William Shakespeare (1584-1616)

Nenhum comentário: