23 de julho de 2010

Uma simples Elegia

Caminhozinho por onde eu ia andando
E de repente te sumiste
- o que seria que te aconteceu?
Eu sei... o tempo... as ervas más... a vida...
Não, não foi a morte que acabou contigo:
Foi a vida.

Ah, nunca a vida fez uma história mais triste
Que a de um caminho que se perdeu...

Mario Quintana (1906-1994)

Nenhum comentário: