30 de dezembro de 2008

Joan Miró
O que nos une é não nos entendermos
tu aí eu aqui - nossa via é diferente:
O teu já foi o meu ainda há de ser
são dois buracos negros no presente
que é nosso como o sonho antes do dia
quando sabemos já que estamos a sonhar
e que conosco brinca um pouco ao vento
até aqui e ali cada um se encontrar.

Ulla Hahn
Tradução de João Barrento

Nenhum comentário: