29 de outubro de 2008

A Saudade (uma visão)

Frederick Stuart Church
Trem estranho a saudade...
é amarga, mas doce
é cruel, mas fiel
implacável, mas afável
e não raro, indesejável.
Entretanto,
não abrimos mão de senti-la.
É a lâmina de um punhal
ao lado de uma flor
ambos, de forma mágica,
coreografam o amor.
Dilacera-nos o peito,
faz-nos brilhar,
confere-nos valor.
Faz-nos pérolas escondidas
dentro de ostras sob a cambraia
do mar que as comprime
e lhes doa seu frescor...
Lembra-nos insofismavelmente
que somos humanos
_ filhos do Criador!

- Orlando Costa Filho

Nenhum comentário: