13 de março de 2008

Saramago diz que leitura é para minoria

O escritor português José Saramago, Prêmio Nobel da Literatura, questionou a utilidade do Estado estimular a leitura, afirmando que "voluntarismos" não valem a pena no que "sempre foi e será coisa de uma minoria".
Segundo Saramago, atualmente se confunde a "instrução", ligada ao conhecimento, com a "educação", ligada aos valores. "Onde está a educação na escola em que os professores são agredidos, humilhados, desprezados", questionou, dizendo que eles "são os heróis do nosso tempo". E fez uma recomendação: a leitura em voz alta deve ser encorajada na sala de aula.
“Quem manda no mundo não são os órgãos democráticos que são governados por poderes não democráticos, o poder do dinheiro”. (José Saramago)

E você? Concorda com ele?

Nenhum comentário: