14 de março de 2008

Stephanie Clair
Só tu sabes os segredos
mais íntimos de mim
e conheces os medos,
mistérios e enredos
que do princípio ao fim
me percorrem os dias.

Mas também as alegrias
que partilho contigo
todas, uma por uma,
sem que subsista o perigo
de te esconder alguma.

Só tu sabes como sou,
embora imperfeito,
alguém que se moldou
à curva do teu peito.

Torquato da Luz

Nenhum comentário: